quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Alice no país das maravilhas – Os símbolos ocultos de um conto infantil


Um clássico de Walt Disney, assistido por milhões de crianças e adultos, é uma história que passa despercebida entre tantos contos de fadas e personagens infantis. Um desenho que muitas vezes chega às raias do ridículo. Quem assistiu pelo menos uma vez com certeza deve ter ficado intrigado com aquele coelho apressado, coelho esse que às vezes aparece em alguma outra produção, filme ou musica. “Siga o coelho branco”, foi o que Trinity falou a Neo em uma das metáforas metafísicas de acordar. Logo em seguida sua campainha toca e, ao abrir a porta, se depara com uma mulher com a tatuagem de um coelho branco no ombro.

O Coelho Branco é aludido várias vezes na série Lost. É o nome de um episódio em que John Locke diz que Jack está seguindo o Coelho Branco na forma de seu pai. O Coelho Branco é também o símbolo da estação "Looking Glass Station" Darma ou Dharma, tem como símbolo um coelho, significa “Lei Natural" ou "Realidade”. Seu significado espiritual pode ser “o Caminho para a Verdade Superior".




Recentemente, o sucesso da refilmagem de Alice no País da Maravilhas trouxe muitas especulações sobre a presença do simbolismo oculto nesta história: a principio vista como um simples conto infantil, pois qualquer pessoa que tenha visto o filme irá notar que é cheio de simbologia. Começando pela trilha sonora cantada por Avril Lavigne que no vídeo atua como Alice. 


O vídeo Já começa com o coelho branco, e a nossa Alice cai na toca do coelho e entra em um mundo estranho cheio de criaturas bizarras, seu primeiro encontro é com a lagarta. Este símbolo pode ser interpretado como a transformação, mas vamos além.   


No filme uma lagarta azul fumando narguilê sentada em um cogumelo, uma clara alusão ao uso de drogas, especialmente pelo cogumelo, que tem um enorme significado no mundo esotérico como um meio de comunicação com o divino. A essência tóxica de alguns cogumelos quando em contato com o cérebro leva a sérios sintomas e alucinações, e são usados há milhares de anos por pessoas que acreditam receber mensagens dos deuses. Destes o cogumelo “agário –das –moscas” (amanita muscaria), de cor vermelha com pontos brancos, é utilizado há milhares de anos por xamãs e curandeiros na Ásia, África, Europa e Américas, sobretudo para propósitos religiosos tais como curas, profecias, invocação de espíritos, comunicação com antepassados e percepção da imortalidade divina. Especula-se também que este cogumelo esteja presente no despontar das principais religiões do planeta, presente em contos populares e em textos de alquimia. Especificamente este cogumelo torna a pessoa tão alucinada que ela tem a sensação de que alguns objetos s ão maiores ou menores do que realmente são, e também com frequência a pessoa pode adormecer por algumas horas e ter sonhos vívidos e quando acorda a pessoa continua a ter visões. Notamos então a mudança na percepção de Alice quando ela come o bolo. Ela está encolhendo enquanto os objetos crescem, o bolo é o cogumelo ou foi feito de cogumelo. 


Na fé cristã vemos semelhança na hóstia que simboliza o corpo de Cristo, a qual o padre segura no alto durante a comunhão. É na verdade uma referência ao cogumelo agário-das–moscas, e que após a ingestão crentes e místicos da antiguidade se comunicavam com seu Deus.






Voltamos ao vídeo de Avril Lavigne: 


Alice é convidada a sentar á mesa com o Chapeleiro maluco, que veste além de uma cartola maçônica um traje típico de um líder maçon do alto escalão. 



 George Washington com trajes de Maçon

O significado das rainhas branca e vermelha, que no filme são irmãs, representa a dualidade de Vênus, a estrela da manhã, que anuncia um novo dia o retorno do sol “que traz a luz” ou “Lúcifer” (em latim lux significa luz, e ferre significa trazer ou vestir). Vênus como estrela da manhã tem um significado positivo no ocultismo, por isso é reverenciado por muitas sociedades secretas através do nome Lúcifer. Ao mesmo tempo Vênus também é a estrela da noite, a que anuncia a escuridão, e seu nome é Satã. Seu símbolo é o pentagrama, que também é símbolo de Sirius, que são evidências da religião egípcia como novo sol.


Sirius a força geradora masculina, Vênus o lado feminino, juntos contribuindo para o nascimento de um novo sol.           



O pentagrama, Vênus e Sirius, também têm outras formas de representação. A pomba branca é também um típico símbolo de Vênus. Vemo-lo até mesmo na catedral de São Pedro, onde o Papa realiza com satisfação o ritual de soltar uma pomba branca na Praça de São Pedro, onde há diversos símbolos astrológicos, destaque para o obelisco no centro da famosa praça. 



Ele representa a perda de Osíris, portanto as três estrelas proeminentes de Orion. A cúpula da catedral de onde o pombo é solto, correspondem aos seios de Vênus: os dois símbolos juntos, seguidos do pentagrama, que é claro não poderiam faltar.



A multidão celebra esse ritual como um símbolo da paz, mas não faz idéia de que está participando de um ritual astrológico. Outros símbolos de Vênus são vestidos e sapatos vermelhos, isso se dá pelos raios vermelhos do pôr do sol, assim Vênus se veste de vermelho, metaforicamente. 




O Coelho 


Agora chegamos ao significado do coelho branco, símbolo muito popular, mas seu significado é entendido por poucas pessoas. Ele é o motivo pelo qual Alice cai no submundo. Há uma conexão entre os coelhos e os cogumelos agários-das-moscas, e os caracóis e a nossa velha lagarta, e é por isso que ela está sentada no cogumelo . Além disso, voltamos à questão das cores: coelhos albinos têm a pela branca e olhos vermelhos, as mesmas cores do agário-das-moscas, que por sua vez são as cores de Vênus. 


A complexidade do símbolo aumenta quando chegamos a toca do coelho, quando suas ramificações simbolizam as do espírito humano que aumenta com o consumo do cogumelo. Além disso, quando a parte visível deste sai acima do solo, resta uma espécie de ninho através do qual um novo cogumelo irá crescer, após um curto período de tempo, e esta é a razão pela qual os ovos de páscoa são escondidos nas festividades : representam o estágio inicial do cogumelo.


Ou seja, nada a ver com a páscoa judaica, que segundo as instruções divinas aconteceu depois da matança dos primogênitos no Egito. Cada família hebréia deveria sacrificar um cordeiro e expandir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal para que o mensageiro de Deus não atingisse aquela casa com a décima praga. Em comemoração a este livramento deveriam então observar a festa da Páscoa. 

A chamada páscoa cristã foi estabelecida no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era, baseada em motivos judaicos supostamente, a passagem do mar vermelho, a viagem pelo deserto o maná que explicaria a eucaristia e em outros ritos desaparecidos ao longo do tempo. 

Por tanto o coelho branco mostra o caminho para os cogumelos, que te levará a uma viagem ao mundo secreto dos espíritos, para se comunicar com Deus, fantasmas, demônios e outras criaturas, e essa é a verdade sobre a toca do coelho. Um jargão esotérico diz o seguinte “Siga o coelho Branco e atingirá a iluminação espiritual”.


Isso também está ligado aos símbolos astrológicos: o próprio coelho. É um componente astrológico na constelação de Lepus, conhecido como Lebre, abaixo do cinturão de Orion, que desempenha um grande papel no meio oculto e esotérico como o grande caçador, com seus dois cães (Canis Minor e Canis Major), que seguem o coelho, pois este sabe o caminho para o submundo da escuridão.



No filme o coelho está sempre checando seu relógio com pressa, representando a caçada astrológica, além do que a ingestão do agário-das–moscas pode também causar a perda da noção do tempo, descido a alucinação.



O ultimo sinal tem grande importância, porque é a casa da estrela Sirius: a estrela mais brilhante do céu noturno. Conhecida no antigo Egito como Spodet (do grego: Sothis), e que os egípcios tomarão como base de seu calendário o nascer helíaco de Sirius, o dia em que ela se torna visível pouco antes do nascer do Sol, e que ocorria antes da inundação anual do Nilo. É o olho do cão, que no filme é arrancado e trazido de volta por Alice em troca de um favor: agora Canis Minor e Canis Major mostram o caminho a Alice. 

Bandersnatch é uma criatura desagradável, fedorenta e que fala pelos cotovelos. Grande e com um corpo asqueroso, a criatura faz Alice relembrar o péssimo reinado da Rainha Vermelha.











cão Bayard é um cúmplice forçado do exército da Rainha Vermelha, ele se tornada aliado de Alice e ajuda o Mundo Subterrâneo.










 

Alice


A história de Alice no País das Maravilhas pode parecer a primeira vista nada mais do que uma crença astrológica aliada ao uso de drogas, baseada na mitologia grega onde a protagonista é Sofia: a personificação da Sabedoria. Na tradição gnóstica, Sophia é uma figura feminina, análoga à alma humana e simultaneamente um dos aspectos femininos de Deus. Os gnósticos afirmam que ela é a sizígia de Jesus (noiva de Cristo) e o Espírito Santo da Trindade. É referenciada pelo equivalente hebreu Achamōth.  Nos textos da Biblioteca de Nag Hammadi, Sophia é o mais baixo dos Aeons (em termos latos, um enorme período de tempo, ou a eternidade, ou a expressão da emanação da luz de Deus).


Ela é considerada como a responsável pela criação do mundo material, ou uma das responsáveis, dependendo da tradição gnóstica.


Ela, assim como Alice, caiu do mundo espiritual, do paraíso chamado Pleroma, para o mundo material. A antítese de Pleroma, chamado Kenoma, a mesma coisa acontece com Alice. Assim como Lúcifer, o portador da luz que caiu do céu a terra. O nome Alice é derivado da palavra grega “Aletheia”, que significa “Verdade”.


Sophia cai no caos em Kenoma, e Alice no caos do País das Maravilhas. Ambas perdem seu senso de direção devido ao efeito de alguma substância alucinógena. Ambas recebem ajuda de criaturas misteriosas em sua viagem espiritual. No caso de Sophia o Cristo Cósmico, e Alice do gato (Cheschire Cat): as iniciais coincidem. Ambas têm que lutar com criaturas ou monstros: Alice contra o dragão Jabberwocky, Sophia contra Jeová em forma de dragão: as iniciais também coincidem.


Ambas têm que superar desafios para poderem voltar para casa, e finalmente ambas são a personificação da alma humana na busca da iluminação espiritual. Alice tem que resolver mistérios que muitas vezes refletem a natureza humana e Sophia descobrir a oração correta para se autocompreender e encontrar seu lugar no reino da Eternidade. Histórias totalmente gnósticas e que lembram totalmente o “G” no logo oficial dos maçons, que significa Gnose.





O filme segue o padrão preto e branco xadrez dos maçons. Vamos dar uma analisada no autor de Alice no País das Maravilhas:


A história oficial é de Lewis Carroll, cujo verdadeiro nome era Charles Dodgson. Ele teve a idéia de escrever Alice num passeio de barco ao rio Tamisa. A bordo com ele estavam o reverendo Robinson Duckworth e três crianças da família Liddell: Edith, Lorina e Alice. Oficialmente Lewis foi considerado como um diácono cristão, mas através de suas obras vemos seu interesse em hipnose. Ele fazia parte da Sociedade Teosófica, que também tinha como membro L.Frank Baum, autor de O Mágico de Oz. Lewis não confessava abertamente fazer parte desta Sociedade.  


Um capítulo da vida de Carroll tem a ver com Alice Lidell, uma das filhas do reverendo, que com 7 anos fazia passeios de canoa com Carroll. Ela posava para suas fotos e acabou sendo a musa inspiradora dos clássicos Alice no País das Maravilhas (1865) e Através do Espelho (1871)- este inclusive termina com um poema em que as primeiras letras de cada estrofe formam o nome da menina. Qualquer pessoa pensaria logo em pedofilia, e é claro que não se pode deixar de pensar nisso, pois uma amizade entre um homem de 31 anos e uma menina de 7 não é nada comum.


Até hoje não se sabe a verdade realmente, embora em muitas de suas fotos não há outra impressão para se ter de que estamos lidando com um pedófilo. 


Essas são especulações que nunca foram comprovadas. Estranho e conveniente o desaparecimento de quatro de treze de seus diários, vão na mesma direção, faltam os anos de 1853 até 1862, período do nascimento de Alice até o ano de uma suposta proposta de casamento de Carroll para Alice com 11 anos de idade: fato esse que não incomodou nem mesmo Henry Liddell, pai de Alice.








Alice Liddell
A foto A Pequena Mendiga (acima) foi tirada pelo próprio Carroll quando a menina tinha ainda 7 anos 



















Fato é que nenhuma criança entende Alice no País das Maravilhas, pois não foi escrito para crianças e sim para aqueles que faziam parte da sociedade secreta, seja a maçonaria ou a sociedade Teosófica, com seus códigos e mensagens e conspirações astrológicas, mascaradas em um conto infantil.

Texto baseado no documentário alemão Pop Okkultur volume I e II traduzido e publicado pelo canal Matrixxx Brasil.



Joice Alves Duarte
30 anos, mãe e Técnica em Radiologia
Apaixonada pelos mistérios do Antigo Egito e Suméria

 


55 comentários:

  1. Obrigado pelo tempo usado em escrever este post. Foi muito útil!

    ResponderExcluir
  2. mas até onde sei, quem escreveu ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS foi Lewis Carroll, em 1865. a Disney só fez o filme em 1951. Tenta procurar por aí uma obra original do livro. eu já li, e é muito diferente do que a DISNEY fez. vale conferir antes de escrever tá. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A história oficial é de Lewis Carroll, cujo verdadeiro nome era Charles Dodgson. Ele teve a idéia de escrever Alice num passeio de barco ao rio Tamisa. A bordo com ele estavam o reverendo Robinson Duckworth e três crianças da família Liddell: Edith, Lorina e Alice." Isso está escrito no final do texto, no capítulo Alice. att

      Excluir
    2. Certamente, tambem achei esse artigo meio incoerente com o livro antiguissimo que eu lia quando era criança, o filme da disney nem faço questão de ver

      Excluir
    3. Respeitamos sua opinião. Mas todo autor tem seu lado obscuro, o que a autora do texto fez foi colocar uma visão histórica.

      Excluir
    4. Não me parece uma visão histórica, reconheço o lado louco e obscuro do livro, mas a maioria das coisas citadas ñ tem lógica alguma

      Excluir
    5. Pesquise e verá que tem lógica sim. Sobre a pedofilia em qualquer enciclopédia você irá encontrar, sob os símbolos ocultos e a maçonaria, isto era muito comum no século XIX e Carroll utilizou sim destes símbolos. É necessário ter conhecimento das simbologias antigas para entender. Entendo que esteja estupefata (o).Talvez tenha lido quando era criança e não tenha conseguido entender a parte adulta do livro. De qualquer forma respeitamos sua relação sentimental com a obra, que é de fato excelente.

      Excluir
  3. Respeito as crenças de todos e teu texto está bem escrito, mas ainda sim discordo de muita coisa dele, principalmente no tocante à história de Alice.

    De qualquer forma, parabéns pelo post ^^

    ResponderExcluir
  4. otimo post, parabens!

    ResponderExcluir
  5. Engraçado como as pessoas sempre tentam dar um significado para aquilo que não existe. Assim como Deus.

    O cara escreveu um coelho branco, então tem toda um história por trás do coelho. Mas se fosse um pato, provavelmente alguém iria inventar uma história que desse significado a escolha do pato.

    Não estou dizendo que tudo foi escolhido ao acaso. Claramente a Obsolem está relacionada a transformação, ao crescimento de Alice. Mas tudo que foi dito no texto, é um tanto quanto, forçado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso rapaz logico que Deus existe!Misericordia!

      Excluir
    2. se eu disser uqe existe um bule de café em órbita em volta da terra me chamarão de louco, porque ñ posso proval tal coisa, porém se eu disser que existe um deus lá será natural e digno de repulsa se acaso falar o contrário, somente porque nos é ensinado todo domingo e nas escola a cerca de um livro que nin guém pode provar coisas alguma

      Excluir
  6. Muito interessante!!

    ResponderExcluir
  7. Só foi engraçado como o autor satanizou tudo! kkk Deve ser crente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se os evangélicos ( crentes) são ignorantes, PORQUE BARACK OBAMA, EM SEU DISCURSO, SE ESFORÇA PARA O POVO NAO TER FÉ COMO OS EVANGÉLICOS, SE NÓS EVANGÉLICOS SOMOS ALIENADOS, PORQUE AS PESSOAS QUE NOS IGNORAM, FICAM TÃO PREOCUPADAS COM O QUE PENSAMOS E COMO VIVEMOS? PORQUE TANTA PREOCUPAÇÃO EM TIRAR AS BÍBLIAS DAS ESCOLAS? E INCLUIR NO CURRICULOS ESCOLARES MAGIA, CONTATOS COM ESPÍRITOS?

      Excluir
    2. Pq enchem o saco querendo estar certos

      Excluir
  8. O minimo que se espera de alguém que faz um artigo sobre uma obra literária é que não coloque seus conceitos mas sim os fatos comprovados, que realmente aparecem na obra, essa alienação com crenças, ligações com os maçons, suposições, gente vamos estudar melhor as obras e ñ ficar ridicularizando-as

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo,
      Isto é um blog e obviamente tem também a visão dos autores. Assim como todas as outras mídias. O texto foi editado conforme nossas regras e todas as fontes estão ok. Não trata-se de mentiras e sim de uma interpretação válida. Os fatos históricos conferem, assim como as fotografias. Não vimos em nenhum momento ridicularização da obra, e sim uma ótima teoria muito bem apresentada.

      Excluir
    2. deveriam ter mais cuidado ai falar de algo , necessita mais estudo, isso ñ é uma critica destrutiva ok

      Excluir
    3. Amigo(a),
      A obra não foi denegrida e sim a escritora Joice propos uma imagem bem relevante sobre os símbolos utilizados na obra. Inclusive trazendo a tona símbolos usados desde a antiguidade.
      Sobre a pedofilia, pesquise o nome do autor em qualquer enciclopédia ou mesmo na internet, e verá que há grandes suspeitas sobre sua conduta com suas meninas. Obrigado pelos comentários.

      Excluir
    4. Elucidativo texto, leva-nos à pesquisa. Sim, O autor de Alice tinha todas as ferramentas da pedofilia. Numa época e sociedade de conveniências. Obrigado mesmo.

      Excluir
  9. Senti uma certa ignorância do autor à obra original

    ResponderExcluir
  10. o cara que fez isso nao bate muito bem da cabeça ;/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que ele fumava cogumelos '-'

      Excluir
  11. Ele esqueceu de ressaltar que o Obelisco, citado no meio do texto, representa na verdade o órgão sexual masculino, ou seja mais uma das simbologias maçônicas.

    ResponderExcluir
  12. A obra de Carrol tem a associacao com a filosofia em si. Fiz um trabalho sobre o livro onde fala sobre a filosofia passada por ele. Por exemplo: o chapeleiro representa o Auto-questionamento, uma vez que ele sempre se contradiz na hora da fala. Outro exemplo e' o gato que some, ele representa a logica que nem sempre aparece logica: a matematica.

    ResponderExcluir
  13. genial esse poszzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    ResponderExcluir
  14. Anônimo o texto é baseado no documentário alemão Pop Okkultur ,esse documentáro foi banido da Alemanha assista os documentários os dois são muito bons e muito reveladores ...

    ResponderExcluir
  15. Ate onde eu sei, o autor desse clássico deu uma gota de LSD para uma menina em um jardim e foi seguindo ela e anotando a suas viagens como uma forma de estudo do efeito do desse remédio em crianças(na época sim, o LSD é um remedio psiquiatro usado em uso recreativo atualmente) Ana lizando os fatos coletados em tal pesquisa veio a ideia de se criar uma historia, me lembro que vi isso em um Artigo, mas não lembro onde

    ResponderExcluir
  16. E impressionante a astucia e a inteligencia usada para ocultar coisas vissiveis e que muitas vezes passa despercebido por muitos. Hoje com a internete, e a troca de imformações, as coisas estão cada vez mais clara para quem quiser comprovar... mesmo assim muitos ainda nao acreditam, mas e esta mesmo a intenção, deixar os idiotas mais idiotas e os de mentes aberta mais abertas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkk,,,,,,a última frase foi pensada e escrita com muita sabedoria, concordo plenamente. (deixar os idiotas mais idiotas e os de mentes aberta mais abertas)

      Excluir
  17. O mais incrível, é que a maioria do que hoje é conhecido em termos de arte, musica, filmes, teatro, desenho animado, e na maioria dos entretenimento são relacionados com essa obra, parte oculta que leva toda a sociedade de hoje, neste pensamento direcionado para a criação da New Order conferida pelo grande Aleister Crownley e arquitetada através dos séculos pelo regente que se manifesta nessa obra. Revela grandes segredos com a impressionante poder hermético.

    ResponderExcluir
  18. Muito bem feito'!!!!

    Galerinha aí ficou bravinha?? É o q vcs fazem e dxam pra trás!!!! Assim tdo q Sta. Scrito stamos cansados d saber!!! Parabens pelo texto!!!

    E se fossemos xplicar toda a podridão q Sta scondida nessa nova ordem mundial , teria q ser video aulas diárias por semanas e semanas!!!!

    Parabens mais uma vez!!!
    E continuem a abrir os olhos das pessoas!!!



    Ass ; Anti-demon

    ResponderExcluir
  19. no filme presságio, no final qnd as crianças vao para o novo mundo, poderiam levar um animal. e qual elas pegam? um coelho branco cada uma.. sinistrooo

    ResponderExcluir
  20. foi bom mais faltou uma coisa,quando Alice cai na toca do coelho se colocar o video em camera lenta Alice diz Lúcifer só se percebe em camera lenta coloque e vera obg!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada interessante mesmo ,esse conto é cheio de mistério e acho que tem muito mais ainda ...

      Excluir
  21. Disney é lixo, tem o dedo de midas ao contrário, onde toca estraga...

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pela interpretação simbólica desta obra e por compartilhar conosco. Os contos de fadas também estão repletos de simbolismo, as vezes julgamos algo como infantil e somente para 'crianças', porém são obras que passam grandes ensinamentos, claro para aqueles que tem uma maior percepção e conseguem enxergar.

    ResponderExcluir
  23. No chapeu do chapeleiro tem um numero 10/6 que se observarmos...é como o olho de Sirius.



    ResponderExcluir
  24. Houve tanta mistura de fatos com intenção de iludir o leitor, mas vamos la o termo pedofilia é recente na nossa sociedade nao na epoca de Lewis. O G da maçonaria significa God. E não gnosis. O simbolismo depende de muita coisa para se entender seu significado, tais como, período, época, grupos, localidades, o simbolo dos nazistas era usado pelos orientais como simbolo de prosperidade e hoje é proibido divulgar esse simbolo pois a sociedade assimila com o nazismo de Hitler. Muita prudência meu amigo.

    ResponderExcluir
  25. dentro de um romance como este que na verdade é incrivel, sempre aparece alguem com suas teorias mirabolantes, sim sabemos que essa historia nao e para crianças , mais tambem sabemos que nao tem a ver com o que escreveu, na verdade uma perda de tempo toda essa teoria da conspiraçao, o mesmo acontece com livro do pequeno principe tanta outras teorias inventadas para o mesmo que da ate pena

    ResponderExcluir
  26. O interessante é que homens de verdade sabem quando estão diante de uma criança e quando estão diante de uma mulher formada e plena em todas as suas capacidades.E isto sempre foi reconhecido em praticamente todas as épocas.Será que um homem formado e de boas intenções não saberia discernir o tamanho estrago que faria na vida de uma criança sem sua plena formação?Abjeta me é a idéia de um homem adulto se deitar com uma menina indefesa e sofrida como esta da foto aí,só por isso digo que quem tem proceder de homem jamais aceitaria tal abuso.Que exemplo de político temos no senador Magno Malta que instaurou a C.P.I da pedofilia nos dias atuais,e que coragem temos por parte deste bom homem ao enfrentar esses degenerados .Se realmente houve algum envolvimento mais intímo entre esse escritor e essa pobre menina , tão sem moral foi também o pai que consentiu, quanto qualquer um que aprova tal aberração.

    ResponderExcluir
  27. Bom texto.
    Mas a maçonaria nao e asim como falam.
    Ela e muito forte.
    :)

    ResponderExcluir
  28. O texto é bom sim, independentemente do que digam. Claro, sempre há aqueles ignorantes que não entendem e não querer entender/aceitar que aquilo que eles conhecem é disfarce. Eu tive uma matéria na Federal chamada Criação de Personagens e Narrativas, e eu vi sim esse tema em aula. E não é difícil relacionar uma coisa a outra se for analisado com cuidado.
    A época do livro diz respeito a que tipos de coisas aconteciam. Na época o ópio era comum, assim como outros alucinógenos já que era um tanto recente as epidemias da Peste Bubônica. Então as pessoas se drogavam para tentar escapar da realidade. Assim como o coelho branco simboliza a fuga, algo novo a ser descoberto.
    Lewis não era um pedófilo, ele É um pedófilo, já que na época isso não existia. Na época era normal, até porque era de um tempo que a população mundial precisava se reerguer, então isso era muito mais do que natural. Era quase necessário. Claro, pedofilia não se justifica nem se compreende, mas vale ressaltar que o pedido de casamento à Alice Lidell só aconteceu quando ela tinha 11 anos, que era, mais ou menos, o período aceito para uma moça se casar.
    Lewis escreveu indiretamente sobre uma época, e sobre uma menina passando por uma fase de mudanças. Quanto à maçonaria, há de se duvidar e estranhar certos pontos, pois não é confirmado, mas é, sim, uma hipótese. Afinal de contas, tenho muitas dúvidas de que uma pessoa se daria ao trabalho de escrever todo um enredo que não tivesse sentido ou noção alguma.

    ResponderExcluir
  29. Alguém tem alguma página desse Matrixxx Brasil!? Amei o texto!

    ResponderExcluir
  30. Eexcelente texto contudo acho que foi atribuído será dos valores, contações e etc a obra q ñ condiz, possuo vários amigos de várias ordens ocultistas e sempre debatiamos sobre literatura e onde estão inseridos certas simbolismos nas mesmas acho q a condução da ideia é valida, bem como sobre o Universo da Dream Work ser todos os personagens de um mrsmo Universo, tipo aqueles detalhes do toy story ou então o bonequinho do Yoda que aparece no filme do E.T. Ou seja perfeitamente bem válido pra quem crê pode ser aquilo bem como algo assim também com desenhos japoneses mas eu não me lembro agora, em suma otimo texto mas carece de complemento ate pq o simbolismo na obra original estaria no minimo muito distante da atual, seria o mesmo que afirmar que a lady gaga é o illuminati porque usou os símbolos que são usados pelos illuminati ou pela nova era em um clipe. Contudo a ideia é boa e já ouvi algo assim de outros tmb, alias qnd eu era pequeno li uma versão de Alice no país das maravilhas feita por um autor brasileiro muito boa que não tinha nada a ver com essa, era extremamente é focada uma ideia do mais adulta e devo dizer bastante perturbadora, mas finalizando... OTIMO TEXTO!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. O mais simples não foi dito: Lewis Carol era maçom, qualquer maçom, principalmente o inglês, sabe disto, assim como Carlo Collodi (Pinóquio) e Edgar Allan Poe (O Barril de Amontillado). As passagens referentes à maçonaria, na obra destes escritores, o demonstram. Os incrédulos poderão consultar as respectivas biografias, algumas costumam até mencionar a Loja em que foram iniciados data, etc, ou então procurar livros sobre maçonaria, estes mais restritos.

    ResponderExcluir
  32. Deixa a maçonaria, deixa o ópio; deixa o Lewis, o que mais me interessou realmente foi Alice (Aletheia)que significa a Verdade....Vai Juiz Moro coloca todos na Cadeia e faça eles pagarem todo o dinheiro que roubaram da nossa Petrobras...Qdo ao Coelho significa o Tempo; e o tempo não pode parar !!!!

    ResponderExcluir
  33. Parabéns ao autor, pelo texto intrigante e bem editado. E também, aos comentaristas, que também estão aptos e surpreendentemente dotados, também com o dom da escrita e entretenimento. Novanente, a todos, os meus parabéns.

    Anderson Silva.

    ResponderExcluir
  34. Mó brisa esse desenho, eu gosto muito.

    ResponderExcluir
  35. Olá gente
    primeiramente parabéns pelo blog.

    Aqui alguns pontos turisticos do Peru.
    Peru é muito grande com muitas alternativas para escolher, não há dúvida de que o atrativo mais importante no Peru é a visita a Machu Picchu, também não podemos deixar de visitar tanto Cusco e Vale Sagrado.Visitar Arequipa também vale a pena pelo seu valor arquitetônico e calor da cidade. Ir para as Ilhas Ballestas e apreciar a vida marinha, apreciar também as Linhas de Nazca. Passear por Lima e desfrutar da gostosa comida peruana.
    Estes são algumas das atrações a comentar, há muitos mais que o Peru tem para oferecer.
    Visitem nosso site: https://www.machupicchupacotes.com.br/

    ResponderExcluir

Os editores do blog Ab Origine têm profundo amor e respeito pelo livre pensamento e liberdade de expressão, porém respeitamos ainda mais o leitor que busca um ambiente de respeito às opiniões.

Por isso optamos por moderar os comentários, que serão excluídos nas seguintes condições:

• Piadinhas e infantilidades
• Palavrões e ofensas
• Desinformação

Todos os outros comentários serão publicados, independente da opinião do leitor.